Rotas cênicas nos Estados Unidos

Dirigir por estradas pouco movimentadas cercadas de belas paisagens é um estilo de viajar que faz parte do imaginário de muitos brasileiros. Então que tal aproveitar as estradas americanas para realizar esse sonho?

Separamos algumas das melhores rotas cênicas dos EUA que já percorremos, desde as mais famosas até as menos conhecidas.

Agora é hora de convencer você a cruzar os Estados Unidos pela Rota 66, visitar os diversos mirantes espalhados pelas montanhas ao longo da Blue Ridge Parkway, conhecer as ruínas Wutpaki no Arizona e muito mais. Tem opção de viagem curtinha ou mais longa!

Blue Ridge Parkway

Começamos com aquela que muitos consideram a estrada mais cênica dos EUA, e não é para menos. Os mais de 750 quilômetros da Blue Ridge Parkway fazem parte de um parque de mesmo nome que protege uma enorme área ao longo da famosa Appalachian Trail.

A estrada percorre os estados da Virgínia e da Carolina do Norte, cortando longas cadeias de montanhas repletas de verde, ou amarelo e vermelho no outono, para ligar os parques nacionais de Shenandoah e Great Smoky Mountains.

A Blue Ridge é considerada uma das estradas de cenário mais bonito dos Estados Unidos

Melhor época

Como nós não temos essas cores de outono no Brasil, a Blue Ridge causa um impacto ainda maior em nós nessa época. Do meio de setembro ao fim de outubro, todo o verde destas fotos se transforma em amarelos claros e vermelhos profundos.

As vistas são maravilhosas o ano todo, mas algumas seções da estrada podem ser fechadas durante períodos de inverno mais rigorosos. Melhor evitar.

Imagine só esta cena no outono, com grande parte da vegetação no entorno da Blue Ridge em tons de amarelo e vermelho

Paradas que valem a pena

Uma outra particularidade da Blue Ridge Parkway é o número de mirantes que encontramos no trajeto. As vistas mais impactantes costumam ser aquelas nos trechos mais montanhosos e quando estamos próximos a lagos e rios.

Obviamente, os parques nacionais em cada ponta da estrada também são atrações imperdíveis, assim como as diversas pequenas comunidades dos primeiros imigrantes europeus que chegaram à área.

Um atrativo mais urbano, mas cheio de charme, é a cidade de Asheville, na Carolina do Norte. Você talvez ainda não tenha ouvido falar da cidade, mas ela é um polo cervejeiro, gastronômico e turísticos dos EUA.

Então, se puder, planeje ficar pelo menos uma noite em Asheville para comer e beber muito bem e também visitar algumas atrações da cidade.

A mansão Biltmore Estate é uma das principais atrações de Asheville, cidade que fica na rota da Blue Ridge Parkway na Virgínia

A mais visitada delas é a mansão da tradicional família Biltmore. Essa é a maior residência particular do país e hoje abriga um museu, uma vinícola, impressionantes jardins e diversas lojas e restaurante.

Informações importantes

A integração com a natureza faz com que a Blue Ridge seja bem sinuosa em alguns pontos, por isso sempre preste muita atenção ao dirigir. O limite de velocidade também pode ser mais baixo do que você está acostumado, vá com calma.

A extensão da estrada e a proteção ambiental da área ao redor também nos permite observar uma grande variedade de fauna e flora em diversas altitudes, o que aumenta a sensação de estarmos envoltos por um local natural grandioso.

Trechos da Blue Ridge Parkway cortam reservas naturais em que encontros com a vida selvagem são comuns

Novamente, por ser uma área natural e um pouco mais isolada, é necessário tomar alguns cuidados adicionais. Por exemplo:

  • Alguns trechos podem não contar com sinal de celular ou Wi-Fi.
  • Animais selvagens, como ursos, são comuns em algumas áreas.
  • Não deixe pertences à vista no interior do carro ao estacionar.
  • Se você for acampar, fazer piqueniques etc., consulte mais dicas aqui.

Rota 66, de Chicago a Santa Mônica

A estrada mais famosa dos Estados Unidos segue viva! Um dos mais importantes ícones das road trips americanas, a Route 66 cruza praticamente o país inteiro e liga Chicago a Santa Monica.

Nós fizemos o percurso completo da estrada há alguns anos e foi uma experiência incrível que já relatamos em detalhes em uma série de posts. Confira abaixo um pequeno resumo.

Alguns trechos da Rota parecem ter saído de um filme

Melhor época

Como pequenas cidades são a base da Rota, a estrada fica muito mais viva nos períodos em que essas cidades realizam festas e festivais. Então, se você vai fazer apenas um trecho da estrada, confira a programação das principais cidades ao longo desse trecho.

No geral, o período de maio a setembro é o mais indicado, já que vamos cruzar alguns desertos e as temperaturas extremas desses locais costuma criar problemas como gelo na pista em alguns trechos. O calor também pode ser preocupante no verão (especialmente em julho), então pense nisso antes de decidir!

Paradas que valem a pena

Olha, essa é difícil… como escolher apenas alguns pontos em uma estrada com milhares de quilômetros? É importante definir qual trecho da estrada você vai poder percorrer e então pesquisar as atrações que mais chamam sua atenção.

A Old Chain of Rocks Bridge é um marco da Rota 66 e já serviu de importante ligação entre os estados de Illinois e Missouri

Nós dividimos nosso conteúdo sobre a Mother Road por estados, o que deve facilitar sua busca por o que fazer na Rota 66.

São dezenas de pontos de interesse no percurso, mas entre as principais paradas espalhadas pela estrada estão:

  • A placa de início em Chicago: apesar de ser apenas uma placa, é emocionante ter um marco de que sua viagem vai realmente começar.
  • Old Chain of Rocks Bridge: hoje apenas para pedestres, esta antiga ponte sobre o rio Mississippi já foi uma importante ligação entre os estados de Illinois e Missouri.
  • Gay Parita em Ash Grove: posto de gasolina aberto em 1930, destruído por um incêndio em 1955 e restaurado por Gary Turner (que administrou o local até sua morte há alguns anos). Ícone da Rota 66.
  • Oklahoma Route 66 Museum, em Clinton: o primeiro museu de iniciativa pública sobre a Rota 66.
  • Cadillac Ranch, em Amarillo: instalação artística com diversos Cadillacs em que somos convidados a deixar nossa marca.
  • Letreiros dos antigos motéis, especialmente em Tucumcari: quem gosta de nostalgia e design, vai adorar ver de perto esses ícones de um capitalismo menos predatório.
  • HackBerry General Store em Kingsman: uma lojinha de bugigangas que tem tanta coisa que se tornou um verdadeiro museu da Rota 66. Também foi a inspiração para a loja da personagem Lizzie do filme Carros.

O Bagdad Cafe é uma espécie de passaporte e parada obrigatória da sua viagem pela Rota 66

  • Bagdad Cafe, em Newberry Springs: locação do cultuado clássico de 1987 de mesmo nome. Muito popular entre fãs do filme e turistas europeus, o local também tem marcas da clientela brasileira nas paredes. No meio do nada e com o clima perfeito para uma viagem pela Rota.
  • Placa final da Route 66, no píer de Santa Mônica: assim como a placa em Chicago, pode se tornar um marco importante para sua viagem pessoal.

Informações importantes

Depois do seu auge há algumas décadas, a Rota 66 passou por muitas transformações, nem todas positivas. Algumas seções, por exemplo, não estão no melhor estado de conservação, enquanto outras foram substituídas por estradas mais modernas.

Aplicativos como o Google Maps muitas vezes vão direcionar você a essas estradas mais modernas e rápidas. Por isso, é importante planejar seu trajeto com antecedência e prestar atenção durante o percurso.

A criação de novas estradas deixou para trás comunidades fantasmas ao longo da Rota 66

Outra preocupação importante é manter o tanque de gasolina cheio ao se aproximar dos trechos mais isolados. Em alguns trechos, serão centenas de quilômetros em que você verá apenas miragens na forma de ruínas de antigos postos de gasolina.

Forest Road 545, no Arizona

Depois de duas opções de estradas longas, esta é mais curta e perfeita para um bate e volta saindo de alguma cidade próxima, como Flagstaff, local que muitos viajantes usam como base para visitar a seção sul do Grand Canyon.

A FR 545 tem cerca de 50 quilômetros de extensão e forma um semi-círculo que começa e termina em diferentes pontos da Highway 89. O trajeto completo de sair de Flagstaff, percorrer toda a estrada cênica e voltar à cidade tem um total de cerca de 120 km.

Em alguns trechos da Forest Road 545 no Arizona, vemos apenas o deserto se estendendo até onde a vista alcança

Melhor época

Mais uma vez, estamos no deserto, onde temperaturas extremas são comuns, então o ideal é evitar o pico do verão, quando é comum ter de enfrentar mais de 35 °C e chuvas à tarde. Evite também o inverno, quando são comuns bloqueios na estrada devido ao mau tempo.

Sendo assim, abril a junho é o período ideal, mas se você aguentar o calor e uma possível chuva de verão, julho a setembro também funciona bem.

Paradas que valem a pena

A FR 545 liga duas importantes atrações da região: os monumentos nacionais de Wupatki e Sunset Crater Volcano.

Na ponta mais próxima de Flagstaff, fica o conjunto vulcânico (são mais de 600 vulcões na área) protegido pelo Monumento Nacional Sunset Crater Volcano. Há inclusive uma trilha que sobe a cratera que dá ao nome ao local.

O Sunset Crater Volcano National Monument é um dos atrativos da Forest Road 545 no Arizona

Além do impacto de ficar cara a cara com um vulcão, mesmo que este esteja dormente há quase mil anos, percebemos também o enorme efeito de uma erupção quando caminhamos pelas trilhas ao redor.

A área afetada é enorme e apenas a vegetação mais especializada para esses ambientes consegue retomar o espaço depois de séculos.

No outro extremo da estrada está o Wupatki National Monument, conjunto de ruínas indígenas construídas por povos que migraram para a área justamente devido às erupções dos vulcões mais ao sul.

Em um dos extremos da Forest Road 545 no Arizona estão as ruínas do monumento nacional de Wupatki

Há cerca de 800 anos, Wupatki teve mais de 100 cômodos e foi o maior e mais rico assentamento da área. Hoje, apenas algumas seções resistiram ao último século de depredação dos invasores após os nativos terem abandonado a área.

Além do pueblo que dá nome ao monumento, o conjunto inclui várias outras edificações e descobertas arqueológicas.

Informações importantes

Toda a região central do Arizona está em alerta devido a grandes incêndios florestais que recentemente ameaçaram a região. O monumento nacional de Sunset Crater Volcano foi muito atingido em abril e está temporariamente fechado.

Segundo a administração, praticamente toda a infraestrutura que garante a segurança dos visitantes (como a sinalização de trilhas) foi destruída, então o local deve permanecer fechado por algum tempo.

Também é importante lembrar que é necessário pagar entrada para acessar os monumentos. Um único ingresso dá acesso aos dois locais. O ingresso tem validade de 7 dias, mas é bem possível fazer os dois passeios no mesmo dia.

Taconic State Parkway

Caso raro entre estradas de todo o mundo, a Taconic foi criada já com a finalidade de ser uma rota cênica. Engenheiros e paisagistas trabalharam lado a lado para garantir a harmonia da estrada com o entorno e criar um trajeto seguro e o mais bonito possível.

A estrada começa cerca de 45 minutos ao norte de Manhattan, e segue o trajeto do rio Hudson ao Norte por 170 quilômetros, sempre cercada de árvores e cadeias de colinas.

Passeios pelos arredores de Nova York - Taconic State Parkway: uma das mais famosas estradas cênicas do estado de NY, corta inúmeras cidadezinhas e proporciona vistas incríveis.

Melhor época

Mais uma vez, as paisagens de outono são as mais impactantes para nós, já que praticamente não temos essa estação no Brasil, enquanto o inverno traz dificuldades que podem causar o fechamento da estrada.

O cenário continua lindo na primavera e no verão, apenas sem a coloração típica do outono do hemisfério norte.

Paradas que valem a pena

São muitas as atrações nas pequenas cidades que compõem o Vale do Rio Hudson. Tantas que até já fizemos um post com as principais atrações na Taconic State Parkway.

O Vale do Rio Hudson, ao longo da Taconic State Parkway está repleto de atrações de outono e de Halloween

Entre elas, temos desde um evento que reúne mais de 10 mil abóboras esculpidas todos os anos para o Halloween até lojinhas espalhadas pela estrada que vendem produtos artesanais locais.

Aliás, a região é famosa pelo Halloween e inspirou o livro A Lenda do Cavaleiro sem Cabeça, escrito por um autor local.

Passeios pelos arredores de Nova York - Taconic Sculpture Park: conheça o artista Roy Kanwit, que decidiu encher o gramado de casa com várias das suas esculturas

Por falar em cabeça, é possível ver da estrada uma das esculturas do Taconic Sculpture Park, outra atração da região. Essa galeria a céu aberto há mais de 30 anos reúne obras do artista Roy Kanwit, proprietário do local.

Highway A1A – Florida’s Historic Coast

Esta estrada cênica liga diversas das cidades mais antigas dos Estados Unidos, assim como parques nacionais, monumentos e importantes marcos históricos do país. Tudo isso rendeu ao trajeto o nome de The All-American Road.

São cerca de 140 quilômetros das praias de Jacksonville até às de South Daytona, quase sempre à beira-mar. Não há rota melhor para explorar as praias do norte da Flórida.

A Historic Coast da Flórida está repleta de importantes marcos históricos dos Estados Unidos

Melhor época

Obviamente, o verão é ótimo para aproveitar as praias, no entanto, ele também atrai grandes multidões a várias delas. Por isso, a melhor época é entre março e maio, quando as temperaturas já estão agradáveis e os preços, não tão altos.

Paradas que valem a pena

Além das praias, St. Augustine é um dos principais pontos de interesse ao longo da A1A. Além de ser a cidade mais antiga dos Estados Unidos, está repleta de atrações históricas, culturais, gastronômicas e um antigo farol em que podemos subir para ter uma linda vista do Oceano Atlântico.

O farol de St. Augustine é uma das principais atrações da cidade

Outra cidade muito procurada é Flagler Beach. Além das praias, a vibe nostálgica, as trilhas naturais e as opções de lazer no rio Matanzas atraem muita gente.

Informações importantes

Especialmente no verão, alguns trechos estão sujeitos a muito trânsito, então, se não tiver muito tempo e quiser experimentar as seções menos povoadas da A1A, siga para o sul, mas pare antes de Daytona Beach.

A importância das estradas cênicas

Entre estradas estaduais e federais, são centenas as rotas cênicas nos EUA. A denominação tem o intuito de preservá-las e fortalecer a comunidade do seu entorno por meio da renda gerada pelo turismo.

Apenas no estado de Nova York, por exemplo, mais de 90 trajetos já receberam algum título desse tipo. Algumas delas estão muito perto de Manhattan e podem fazer parte da sua próxima viagem a NYC.

Vai para outro estado? Ótimo! Porque todos eles têm rotas cênicas, e muitas delas estão mais perto do que você imagina do seu próximo destino!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

A orla do rio Savannah vista de dentro do Savannah River Queen

Você precisa incluir estas cidades no seu roteiro pelos EUA!

A Blue Ridge é considerada uma das estradas de cenário mais bonito dos Estados Unidos

Scenic routes in the United States