Hot Pork: o melhor cachorro-quente do centro tem preço justo!

   |        |     Atualizado em 29 de maio de 2018

Cada vez mais na moda (oba!), o centro de São Paulo ganhou mais uma atração gastronômica: o Hot Pork. O novo restaurante/lanchonete do casal Janaína e Jefferson Rueda serve cachorro-quente nas opções carne de porco ou vegetariano.

Este post é pra você que ainda não conhece o Hot Pork e quer saber mais sobre o local e o cardápio, mas também é pra você que já experimentou o porco-quente e quer conhecer melhor sua história e seus criadores. Talvez seja até para você que quer muito ler devaneios sobre como quase não respeitamos sanduíches em São Paulo. Talvez.

Hot Pork: o ambiente da lanchonete tem cerca de 10 mesas

Cardápio do Hot Pork

Cardápio enxuto é uma ótima base para um restaurante servir comida boa, e o Hot Pork usa muito bem isso: são duas opções de hot-dog, o porco-quente Hot-Pork e o vegetariano Not-Pork, com opção de uma porção de batatas fritas e bebidas para acompanhar. E isso é tudo.

E isso é mesmo tudo de que a casa precisa: carro-chefe, opção vegetariana, um acompanhamento e opções de bebida, tudo feito artesanalmente ali mesmo (com exceção das bebidas industrializadas).

O porco-quente (hot-pork)

De novo, a simplicidade competente com pouquíssimos ingredientes em comparação a qualquer cachorro-quente de rua:

  • Pão: um pão de batata artesanal super macio, dourado e brilhante.
  • Picles: cebola roxa e pepino caipira curtidos. Também artesanal.
  • Salsicha: artesanal e feita com carne suína de verdade, sem qualquer conservante.
  • Ketchup: artesanal, de maçã e sem conservantes.
  • Maionese: de limão, artesanal e… isso mesmo… sem conservantes.
  • Mostarda: com tucupi, artesa… ah, você já sabe.

Os mais de dois anos em busca da salsicha perfeita, que já foi aperfeiçoada mais ainda desde então, valeram a pena e o resultado é um lanche tão bom, mas tão bom…

Hot Pork: por 10 reais você completa seu cachorro-quente e monta um combo com batata frita e refresco

O vegetariano (not-pork)

É basicamente igualzinho ao hot-pork, basta trocar a salsicha suína pela também artesanal e produzida na casa salsicha vegetariana à base de mix de cogumelos e tofu/soja.


Também comum aos dois lanches é a montagem cuidadosa e que convida você a experimentar cada sabor. Primeiro a salsicha que se alonga além do pão, depois um pouco com a mostarda, agora também com o pão… hum, com o ketchup… e assim por diante.

Também está à disposição um molho mais gostoso do que apimentado (como todo molho de pimenta deveria ser) que você pode, e deve, pedir à parte.

Além de tudo isso, toda a área da cozinha é bem aberta, então você pode acompanhar a fabricação das salsichas e a montagem do seu lanche. 🙂

Os preços

Ambos os sanduíches, de porco ou vegetariano, custam R$ 15. Também é possível montar um combo com qualquer um deles: por mais R$ 10, você acrescenta à sua refeição um refresco do dia e uma porção de batata frita.

Sim, um sanduíche pode muito bem ser uma refeição!

Visitamos o Hot Pork duas vezes em poucos dias (sabe quando você experimenta algo, adora e logo quer voltar?, pois é), então experimentamos o mesmo refresco e as mesmas batatas nas duas visitas. No entanto, o refresco muda periodicamente e as batatas ainda estão passando por testes.

Hot Pork: o melhor cachorro quente vegetariano da cidade
À esquerda, o melhor cachorro-quente vegetariano da cidade.

A sobremesa

Já estava sentindo falta de uma sobremesa? Você não era o único. Desde do dia 31 de maio, um puxadinho do Hot Pork abriga a Sorveteria do Centro, que serve sorvete de casquinha (ou no cone) também fabricado ali mesmo, sem conservantes e com sabores sazonais.

Dica dos Coisos!
Janaína e Jefferson Rueda estão cada vez mais presentes no centro de São Paulo. Além dos já famosos Bar da Dona Onça e A Casa do Porco Bar, além dos porcos-quentes do Hot Pork, além do sorvete da Sorveteria do Centro, o casal também serve lanches rápidos numa janelinha ao lado d’A Casa do Porco, que recebeu o nome de Cozinha Rápida. Experimente também!

“Porque é gostoso”: a inspiração para fazer a própria salsicha

Como fazer para seus filhos deixarem de comer uma porcaria nada saudável? Para Jefferson Rueda, a solução ao ver os filhos comendo salsichas industrializadas foi fazer seu próprio produto.

Mas não basta criar uma salsicha saudável, afinal os filhos comiam as salsichas “porque é gostoso”. Jeffim passou então anos pesquisando e testando receitas.

As primeiras versões aprovadas pelo chef chegaram ao cardápio do irmão mais velho do Hot Pork, o restaurante A Casa do Porco, e o sucesso do porco-quente inspirou Jefferson a criar uma lanchonete para servir a nova criação.

Você pode ler ainda mais sobre a saga dessa criação neste link.

Hot Pork: horário de funcionamento e endereço

Todos os dias, das 12h às 23h.

R. Bento Freitas, 454, Campos Elíseos.

Clique aqui para abrir o mapa e navegar até o Hot Pork


Veja mais dicas de onde comer em São Paulo

Compartilhe!
  • 96
  • 3
  •  
  •  
  •  
  •  

Curtiu? Deu vontade de viajar? Planeje sua viagem com a gente!

Reserve seu hotel no Booking.com! São milhares de hotéis com cancelamento gratuito.
A Rentcars.com compara várias locadoras de carros, cobra em Reais e parcela em 12 vezes!
Ganhe 5% de desconto com o código COISOS5 ao comprar seguro viagem na Seguros Promo.
Você precisa de Internet quando viaja! A EasySim4u oferece voz e dados em mais de 140 países.

Todos os parceiros são escolhidos com cuidado para que você sempre consiga o melhor preço! Além disso, quando você usa nossos links e afiliados, recebemos uma pequena comissão que nos ajuda a manter o blog e o melhor é que você não paga nada a mais por isso.

Quer ficar sempre por dentro das nossas novidades? Assine o blog!

Sou tradutor já há quase dez anos e represento a parte chata do blog: o revisor que tira o excesso de piadinhas do texto, o técnico que diz que agora é impossível realizar aquela ideia que parece genial, o designer que não quer ter cor demais e que corta as fotos na proporção exata, pixel a pixel. Ainda assim, adoro viajar!

2 comentários em "Hot Pork: o melhor cachorro-quente do centro tem preço justo!"

Já dizia o ditado: "Opinião é como bunda, todo mundo tem uma". Mostre a sua! 😁

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Siga-nos no Instagram

  • A @pinacotecasp está com uma exposição MATADORA!
"Mulheres Radicais: arte latino-americana 1960-1985" finalmente dá voz a artistas que resistiram (e ainda resistem!) ao escasso espaço que a história da arte reservou a suas obras e experimentações.  Trabalhos impressionantes, únicos, cheios de força e sensibilidade! Imperdível 💪 .
.
#coisosonthego #mulheresradicais #pinacoteca #sp
  • O Coiso no @ccbbsp está passando na sua timeline para avisar que esse sábado tem muuuuuuita coisa boa em SP!
.
.
- Exposição do #AthosBulcão no @ccbbsp pra conhecer mais sobre o artista e ver os azulejos cheios de poesia que ele criava, e o melhor de graça!
.
.
- Jornada do Patrimônio, um dos eventos mais legais do ano em que você pode visitar vários imóveis antigos da cidade que geralmente ficam fechados para visita. Tudo com entrada gratuita! Mais informações no @dph_sp. .
.
. - Festival @tasteofsaopaulo, fomos ontem e tem bastante coisa no Stories (dá uma olhada). Muita comida boa, oficinas, música, produtores independentes! Ingressos no site e na bilheteria do Taste. Vá!
.
. - Cine Döppelganger com os filmes "De olhos bem fechados" e "Rede de intrigas" seguidos de debate com @trabalhosujo e a Joyce do @cinemascopebr. O primeiro filme começa às 11h e o segundo às 14h30. Vai que vale muito a pena! É de grátis também :) .
.
.
#coisosonthego  #oquefazeremsp #sp
  • #tbt da Blue Ridge Parkway uma estrada cênica que corta a Virgínia e a Carolina do Norte! 
Os Estados Unidos tem lugares maravilhosos, tente fugir um pouco do eixo turístico na próxima viagem 😉 Lá no blog tem várias dicas e inspirações!  #coisosonthego #visittheusa #roadtrip

Tem muito mais por lá!

Fazemos parte

Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem  Associação Brasileira de Blogs de Viagem