Welcome home: a minha experiência no Burning Man

   |        |     Atualizado em 7 de março de 2016

Welcome home“, ou “bem-vindo ao lar”, é o que você ouve ao ser abraçado após dizer que é a sua primeira vez no Burning Man. Como qualquer experiência na vida, só é possível entender tudo o que ela significa quando é você quem a vive, o que é ainda mais verdade quando falamos de uma experiência que efetivamente muda a sua vida! Mas o Burning Man é ainda mais impactante, ele muda você… o que fez com que eu me perguntasse o tempo todo em Black Rock City: “Como vou explicar para as pessoas o que é isto aqui?”

Obra "Dream", no deserto em volta da Black Rock City - Burning Man 2015

Dream, obra no deserto em volta da Black Rock City no Burning Man 2015. Foto: Vanessa Ikemori.

Muita gente não gosta de chamar o Burning Man de festival e prefere o termo comunidade, o que não deixa de ser verdade, pois são milhares de pessoas convivendo em harmonia. O evento foi organizado pela primeira vez em 1986, em Baker Beach, na cidade de São Francisco. O que se viu em 1986 foi um evento pequeno, mas com o passar dos anos, a comunidade alcançou dimensões gigantescas: no Burning Man 2015 foram mais de 75 mil participantes. O agora enorme evento anual ocorre entre o último fim de semana de agosto e o primeiro de setembro, em Black Rock City, Nevada. Uma cidade que, durante apenas 10 dias, existe de verdade, tem até CEP!

Vamos começar pelo simples!

Água, muita água

Passei uma semana no deserto, em um ambiente hostil, muito hostil, e com grande amplitude térmica. Você tem de levar tudo que puder precisar, 1 galão (aproximadamente 3,7 litros) de água por dia (para beber, cozinhar e tomar banho), comida, bebida, fogareiro, panelas… tudo que for necessário para se alimentar bem durante a semana, pois seu corpo vai gastar muita energia e água. Sempre carregue água com você. Sempre.

Vocês não estão vendo toda a água que levamos! - Burning Man 2015

Vocês não estão vendo toda a água que levamos! Foto: Vanessa Ikemori.

Dica da Van!

Uma das melhores coisas que comprei para a viagem foi uma mochila CamelBak, com compartimento para dois litros de água. Assim, toda vez que saía do acampamento, eu levava 3 litros de água, os dois da CamelBak, e mais um em uma garrafinha. Adorava sentir a mochila ficando bem mais leve conforme a água ia acabando.

Areia, muita areia

E o que falar da areia do deserto, a chamada playa dust? Ela está sempre por todos os lados: dentro e fora da sua barraca, mochila, bolsa, panelas, talheres, cabelo… por todo o seu ser! A pele assa e fica toda ressecada, as cutículas se arrebentam, o nariz fica dolorido e sangrando… enfim, ela entra em todos os lugares e forma uma camada no seu corpo, pelo menos isso tem um efeito positivo, pois acaba funcionando como uma espécie de protetor solar.

Vista geral da Black Rock City no Burning Man 2015.

Vista geral da Black Rock City no Burning Man 2015. Foto: Vanessa Ikemori.

Mas a playa dust deixa saudades e acaba virando uma boa recordação, pois você com certeza vai se deparar com ela depois de voltar para casa, não importa o grau de perfeição da sua limpeza pós-Burning Man!

Nem me pergunte se o Burning Man 2015 valeu a pena…

Apesar de todas as dificuldades, essa foi uma das melhores aventuras da minha vida. Exatamente por testar um pouco os limites de cada um, acredito que conseguimos uma experiência de autoconhecimento diferente de qualquer outra!


Acompanhe nossa série especial todas as segundas deste mês e conheça as dicas práticas da Vanessa para você que também quer passar por essa experiência incrível! Você pode assinar o blog para facilitar sua vida e ser avisado assim que publicamos cada um dos nossos posts 😉


Continue lendo a série sobre o Burning Man

Compartilhe!
  • 137
  • 209
  •  
  •  
  •  
  •  

Curtiu? Deu vontade de viajar? Planeje sua viagem com a gente!

Reserve seu hotel no Booking.com! São milhares de hotéis com cancelamento gratuito.
A Rentcars.com compara várias locadoras de carros, cobra em Reais e parcela em 12 vezes!
Ganhe 5% de desconto com o código COISOS5 ao comprar seguro viagem na Seguros Promo.
Você precisa de Internet quando viaja! A EasySim4u oferece voz e dados em mais de 140 países.

Todos os parceiros são escolhidos com cuidado para que você sempre consiga o melhor preço! Além disso, quando você usa nossos links e afiliados, recebemos uma pequena comissão que nos ajuda a manter o blog e o melhor é que você não paga nada a mais por isso.

Quer ficar sempre por dentro das nossas novidades? Assine o blog!

Os Coisos me chamam de “Van Van”, mas tem gente que me chama de Van, Nessa, Nusa… Meu nome é Vanessa e sempre gostei de música. Quando não tinha internet (olha como sou velha), comprava revista importada sobre música, acho que minha curiosidade por shows e festivais veio daí, cresci lendo e sonhando em frequentá-los. Cada um que consigo ir é um sonho que se torna realidade e que vou compartilhar aqui.

Um comentário em "Welcome home: a minha experiência no Burning Man"

O blog tem mais vida quando você participa. Deixe seu comentário!

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Siga-nos no Instagram

  • Virei a louca do stop motion nessa viagem para Buenos Aires (quem acompanhou os stories, já percebeu 😊) Este nós fizemos pelas ruas de Palermo, um dos meus bairros preferidos em #BsAs, cheio de arte de rua, lojinhas e restaurantes diferentes!  Enquanto as dicas não saem no blog, fiquem com nossa obra de arte. 😂 .
.
.
#coisosembuenosaires #buenosaires #travelbuenosaires #visitargentina
  • Descabelados em Buenos Aires 😂 (mas com essa vista da cidade, ninguém liga)  Obs.: Você sabe que tá imersa na viagem quando seu teclado já sugere palavras no idioma local  Continue com os Coisos nos stories, tá acabando mais ainda tem! 
#coisosembuenosaires #travelbuenosaires
#buenosaires
  • Ó, vale muito a pena conhecer o Jardim Japonês de Buenos Aires. Além de lindos  espaços fotogênicos, você pode aproveitar e fazer um super passeio pela região!  Combine o Jardim com o Rosedal, o Malba, um almoço no @nolabuenosaires e passeios pelos grafites e lojinhas de Palermo. ❤️ .  De noite, ainda dá para beber algo nos muitos bares da região, jantar um lamen (onde estamos agora) e partir para um fliperama secreto (nosso próximo passo, se acharmos a entrada)! Tá tudo no Stories! Vem com a gente!  #coisosembuenosaires #travelbuenosaires #visitargentina

Tem muito mais por lá!

Fazemos parte

Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem  Associação Brasileira de Blogs de Viagem