O bairro da Liberdade: muito além do básico

   |        |     Atualizado em 29 de março de 2018

A gastronomia e a cultura japonesas vão bem além de sushi, temaki, anime e mangá, basta uma curta caminhada pelo bairro da Liberdade para perceber isso. Conheça melhor o grande símbolo da luta de quem cruzou o mundo para chegar a São Paulo.

Sashimi Teishoku do Espaço Kazu

Este é o Sashimi Teishoku do Espaço Kazu.

Uma ótima opção para ir além do básico na Liberdade é o Espaço Kazu. Ali, em um só lugar, você encontra as melhores sobremesas da região, todos os clássicos da culinária japonesa em SP (sushi, sahimi, temaki, yakissoba), lámen e udon, além de diversos outros pratos não tão conhecidos do público geral.

Entre os ilustres desconhecidos, está o delicioso Buta Misso Yaki Teishoku, finas fatias de lombo suíno grelhadas temperadas com missô e acompanhadas de legumes grelhados.

Buta Misso Yaki Teishoku do Espaço Kazu

De sabor marcante, o Buta Misso Yaki Teishoku do Espaço Kazu é ótimo para quem adora carne de porco.

É muito fácil comer bem na Liberdade, e isso fica claro quando você percebe que as principais referências da cidade em diversas especialidades são praticamente vizinhas no bairro!

Por exemplo, Lamen Kazu, Espaço Kazu, Aska, Rong He e Hachi Crepe & Café estão todos a um raio de menos de 300 metrros entre si. Por falar no Hachi, você conhece o crepe japonês?

Crepe japonês com morangos, bananas, sorvete de chocolate, chantili e calda de caramelo do Hachi Crepe e Café

Crepe japonês com morangos, bananas, sorvete de chocolate, chantili e calda de caramelo do Hachi Crepe e Café.

Na versão japonesa dessa iguaria francesa, a principal diferença é o fato da massa fina do crepe ser enrolada no formato de cone. As opções de recheio também são incrivelmente variadas e incluem frutas, sorvetes e caldas em combinações predefinidas ou montadas por você 🙂

Muito mais do que ótima gastronomia

Muita gente conhece apenas a Liberdade da feirinha gastronômica dos finais de semana, das casas de produtos orientais ou das lojas de itens da cultura pop japonesa.

A feira gastronômica e de artesanato é uma das atrações mais conhecidas da Liberdade

Se você só conhece a feirinha, precisa andar mais pelo bairro da Liberdade.

Mas há muito mais para conhecer na Liberdade, como o Jardim Oriental, que fica a menos de 100 metros da feirinha da Praça da Liberdade. Lá você encontra um pequeno lago com carpas, uma fonte, vegetação e espaço para se sentar e descansar um pouco depois de encher a barriga ou sacolas de compras 🙂

O Jardim Oriental próximo à Praça da Liberdade

Outro grande patrimônio na região da Liberdade fica a menos de 500 metros do Jardim Oriental e ocupa um edifício inteiro! São 9 andares e centenas de voluntários dedicados à conservação e difusão da cultura japonesa no Brasil por meio da Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social, ou Bunkyo.

Réplica das moradias dos primeiros migrantes japoneses nas áreas rurais de SP exposta no Museu da Imigração Japonesa do Bunkyo

Réplica exposta no Museu da Imigração Japonesa do Bunkyo das moradias dos primeiros migrantes japoneses nas áreas rurais de SP.

Por meio de diferentes comitês compostos inteiramente por voluntários, o Bunkyo mantém um museu sobre a migração para o Brasil, que ocupa três andares do edifício, além de diversas atividades abertas ao público, muitas delas gratuitas. Entre essas atividades, estão exposições, sessões de cinema, concertos, cursos e festas!

Dois enormes painéis, do pintor japonês Seiji Togo, que retratam a história da imigração japonesa para o Brasil

Após visitar o Museu, o renomado pintor japonês Seiji Togo criou e doou dois enormes painéis que retratam a história da imigração japonesa para o Brasil.

Os lugares de que eu falei já ocupam um dia inteiro de passeio na Liberdade, mas sabe a melhor parte? Isso não foi quase nada de tudo que o bairro oferece, existem dúzias de outros restaurantes e várias instituições culturais espalhados por toda a região!

A beleza das lanternas japonesas em meio a edifícios sem graça

À primeira vista, talvez nada salte aos olhos, mas experimente caminhar pelas ruas do bairro da Liberdade e abrace o diferente.

Para conhecer um pouco mais sobre a história do bairro, incluindo sua origem ligada à história dos escravos na cidade, faça o passeio do Giro in Sampa pela Liberdade (eles oferecem também tours no centro, na Avenida Paulista e vários outros).

Aliás, se você for passar pela Avenida Paulista, confira nosso post com as melhores atrações desse símbolo da cidade, incluindo mais um pedacinho do Japão em São Paulo: a Japan House.

Leia também:

Mapa das atrações do Bairro da Liberdade

Olha só como é tudo bem pertinho! E tem muito mais do que a gente marcou no mapa! 🙂


I Japão.BR - Rodapé com lista de parceiros do encontro

Este post foi resultado da nossa participação na primeira edição do encontro Japão.BR.

Recebemos alguns dos produtos apresentados neste post como cortesia dos estabelecimentos parceiros do I Japão.BR. Mas fique tranquilo, sempre publicaremos apenas nossa opinião pessoal, como deixamos claro em nossa política comercial.
Bairro da Liberdade em SP - dicas de passeios além do básico
Compartilhe!
  • 125
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Curtiu? Deu vontade de viajar? Planeje sua viagem com a gente!

Reserve seu hotel no Booking.com! São milhares de hotéis com cancelamento gratuito.
A Rentcars.com compara várias locadoras de carros, cobra em Reais e parcela em 12 vezes!
Ganhe 5% de desconto com o código COISOS5 ao comprar seguro viagem na Seguros Promo.
Você precisa de Internet quando viaja! A EasySim4u oferece voz e dados em mais de 140 países.

Todos os parceiros são escolhidos com cuidado para que você sempre consiga o melhor preço! Além disso, quando você usa nossos links e afiliados, recebemos uma pequena comissão que nos ajuda a manter o blog e o melhor é que você não paga nada a mais por isso.

Quer ficar sempre por dentro das nossas novidades? Assine o blog!

Sou tradutor já há quase dez anos e represento a parte chata do blog: o revisor que tira o excesso de piadinhas do texto, o técnico que diz que agora é impossível realizar aquela ideia que parece genial, o designer que não quer ter cor demais e que corta as fotos na proporção exata, pixel a pixel. Ainda assim, adoro viajar!

6 comentários em "O bairro da Liberdade: muito além do básico"

O blog tem mais vida quando você participa. Deixe seu comentário!

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Siga-nos no Instagram

  • Virei a louca do stop motion nessa viagem para Buenos Aires (quem acompanhou os stories, já percebeu 😊) Este nós fizemos pelas ruas de Palermo, um dos meus bairros preferidos em #BsAs, cheio de arte de rua, lojinhas e restaurantes diferentes!  Enquanto as dicas não saem no blog, fiquem com nossa obra de arte. 😂 .
.
.
#coisosembuenosaires #buenosaires #travelbuenosaires #visitargentina
  • Descabelados em Buenos Aires 😂 (mas com essa vista da cidade, ninguém liga)  Obs.: Você sabe que tá imersa na viagem quando seu teclado já sugere palavras no idioma local  Continue com os Coisos nos stories, tá acabando mais ainda tem! 
#coisosembuenosaires #travelbuenosaires
#buenosaires
  • Ó, vale muito a pena conhecer o Jardim Japonês de Buenos Aires. Além de lindos  espaços fotogênicos, você pode aproveitar e fazer um super passeio pela região!  Combine o Jardim com o Rosedal, o Malba, um almoço no @nolabuenosaires e passeios pelos grafites e lojinhas de Palermo. ❤️ .  De noite, ainda dá para beber algo nos muitos bares da região, jantar um lamen (onde estamos agora) e partir para um fliperama secreto (nosso próximo passo, se acharmos a entrada)! Tá tudo no Stories! Vem com a gente!  #coisosembuenosaires #travelbuenosaires #visitargentina

Tem muito mais por lá!

Fazemos parte

Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem  Associação Brasileira de Blogs de Viagem