Casa Kubitschek: volte no tempo na antiga casa de JK na Pampulha!

Vista para a lagoa enquanto estou ouvindo música no mezanino? Nada mau...

Vai para Belo Horizonte? Então, faça o favor de colocar a Casa Kubitschek na sua lista de passeios. A casa fica no entorno da Lagoa da Pampulha, é lindíssima e proporciona uma verdadeira viagem no tempo. Ah, e é de graça!


Leia também:


Sobre a Casa Kubitschek

Entrada da Casa Kubitschek

A casa foi projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer em 1943, com características típicas da arquitetura modernista brasileira da época e serviu como casa de final de semana de Juscelino Kubitschek e sua família (cadê a minha?) até ser vendida para o casal de amigos Juracy e Joubert Guerra.

Vista da Lagoa da Pampulha em frente à Casa Kubitschek
Lagoa da Pampulha vista da Casa Kubitschek. A Igreja de São Francisco de Assis está logo ali!

Todo o conjunto, casa e seus jardins, foi restaurado e funciona como museu e espaço cultural de BH.

Lá é possível ver móveis e objetos das décadas de 1940 a 1960, época áurea do modernismo em Minas Gerais, além de conhecer um pouco da vida privada de Juscelino Kubitschek. Sem dúvida, uma viagem ao passado.

Bar na Casa Kubitschek - Nada é mais anos 50 do que isso
Poucas coisas são mais anos 50 do que esse bar!

Não só a casa que hoje abriga o museu, mas todo o complexo da Pampulha foi projetado por Niemeyer a pedido de Kubitschek, prefeito de Belo Horizonte na época. Para conhecer um pouco mais da história da região da Pampulha, veja a exposição de fotos Pampulha: território da modernidade instalada na garagem da casa.

Visita ao Museu Casa Kubitschek

Sala de estar da Casa Kubitschek
A primeira coisa que pensei quando entrei na casa foi: estou em um episódio de Mad Men! 🙂

Nem bem entrei na casa e já queria morar ali! A disposição da planta favorece as áreas sociais, a casa é espaçosa, arejada e tem um mezanino que todo mundo gostaria de ter: o mezanino é uma sala de música com vista para a lagoa! Pronto, meu cômodo preferido! Dá para ficar horas e horas ali.

Mezanino da Casa Kubitschek

Esses cômodos da casa me transportaram para um seriado.Peraí, cadê o Don Draper? 🙂

Vista do mezanino da Casa Kubitschek
Vista para a lagoa enquanto estou ouvindo música no mezanino? Nada mau…

Seguindo reto pelo mezanino chegamos à área dos quartos, onde é possível encontrar uma projeção sobre Juscelino e, no quarto de casal, uma exposição de fotos da família Kubitschek.

O passeio pela parte interna da casa, além do mobiliário, conta com algumas outras exibições de fotos e projeções, que fazem parte da exposição Casa Kubitschek: uma invenção modernista do morar.

Ah, ao entrar no quarto de casal não tem como não se apaixonar pela cômoda que você pode ver no vídeo lá no começo do post (mais uma coisa que eu queria da casa, além da própria casa).

Mais uma sala de estar da Casa Kubitschek
Mais uma sala de estar da Casa Kubitschek.

Voltando ao andar térreo da casa temos outra sala com móveis bem característicos da época, além de uma mesa de centro pintada com o quadro Guernica do Picasso (quero também!), e mais ao fundo temos a cozinha e o acesso ao jardim dos fundos.

Cozinha da Casa Kubitschek

Já antes de entrar no terreno da casa, ainda na calçada você vai notar o belo jardim da casa! Os jardins (há também um nos fundos) foram projetados por Burle Marx, e você pode aproveitá-los para fazer um piquenique com agendamento prévio.

Localização privilegiada

Como já dissemos, a Casa Kubitschek está localizada às margens da Pampulha, a cerca de 700 metros da Igreja de São Francisco de Assis, você pode visitar as duas atrações tranquilamente em uma mesma manhã ou tarde. Vale muito a pena!

Casa Kubitschek

facebook.com/CasaKubitschek

Avenida Otacílio Negrão de Lima, 4188, Pampulha, Belo Horizonte, MG

De terça a domingo, das 10h às 17h

Clique aqui para abrir o mapa e navegar até a Casa Kubitschek em Belo Horizonte

Hotel

O melhor preço e em qualquer lugar do mundo.

Seguro

São 5% de desconto ao comprar no blog e mais 5% no boleto.

Carro

Compare diversas locadoras e pague em até 10x.

Celular

Não dá mais para viajar para o exterior sem Internet, né?

13 comentários

Deixe um comentário
  1. Adorei o post!! Tenho até vergonha de falar que sou de BH, morava lá até 2011 e não conheço a Casa Kubitschek!!!! Aliás, preciso explorar mais essa região da lagoa da pampulha que é linda e eu fui pouquíssimas vezes… mas adorei o post, numa próxima ida a BH vou tentar visitar 🙂

  2. Preciso voltar a BH e explorar a cidade! Adoro esses objetos antigos e, inclusive, esta geladeira me fez voltar a infância. Tinha uma muito parecida em casa e dava choque se a gente abria de pés descalços! kkkkkkkkkk Achei um ótimo programa! Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

New York, New York em Las Vegas

Las Vegas: chegada, imigração e locação de carro

Capa - 10 canais de vídeos de viagem para acompanhar

10 canais de vídeos de viagem para você acompanhar